HOMEASSOCIE-SE Entrar     ☆     Esqueci a senha       ☆      2ª VIA BOLETO
Home > Futebol > Cazaquistão e África do Sul afirmam que o Futebol do Brasil é o melhor do mundo

Cazaquistão e África do Sul afirmam que o Futebol do Brasil é o melhor do mundo

Para aprender e desenvolver habilidades, estratégias e técnicas futebolísticas, o Governo do Cazaquistão e África do Sul mandaram seus atletas para o Brasil. Trata-se de um projeto que esses países criaram no qual o jovem fica de um a três anos no País do Futebol e volta para casa em ótimas condições de jogar em equipes profissionais.

Quem recebe os futuros jogadores é o Olé Brasil, clube que possui escolinha da modalidade que fica em Ribeirão Preto. Do Cazaquistão, em janeiro desse ano, chegaram 26 garotos, da categoria sub 15, com o prazo de três anos para voltarem ao país de origem. E da África do Sul, os 17 jovens, da categoria sub17, chegarão em casa em dezembro de 2009.

O período de hospedagem dos “intercambistas” é tratado no contrato entre Clube e Países. Os atletas levam uma vida normal no Brasil, vão para escola de manhã, treinam na parte da tarde e antes de dormir participam de diferentes atividades, como ver filmes, palestras ou participarem de campeonatos internos. Todos estão alojados no CT do Olé.

No ano passado, o Olé Brasil recebeu coreanos e americanos e os próximos atletas a chegarem são do Cazaquistão e Guine Equatorial. “Os garotos chegam com o nível muito baixo, tanto tático quanto físico, mas com o tempo se acostumam com o clima, treinos e rotina”, explica o preparador físico do Clube e ex-atleta do Internacional de Regatas, Fabrício Morozetti,

Ele ainda explica que esse projeto é feito com esse clube no Brasil, pois tem uma boa estrutura para abrigar os jogadores. Nessa semana, os gringos de Ribeirão Preto visitaram a Baixada Santista. Eles conheceram as praias e pontos turísticos. Além de Morozetti, outros membros da equipe técnica do OBFC também vieram.

“O Brasil é o pais mais avançado no futebol. Os treinadores têm mais foco nos jogadores. O nível dos brasileiros é muito maior que de meu país”, afirma Kagisso Mahabani, da Africa do Sul, de 17 anos, que ainda diz que se pudesse escolher, continuaria no Brasil. Seus craques preferidos são Kaká, do Real Madrid na Espanha e Ronaldinho Gaucho, do Milan na Itália.

Já o ídolo de Farhat Janibekov, do Cazaquistão, é o zagueiro Roberto Carlos, que joga no Fenerbache da Turquia. “Ficaria no Brasil se o Santos Futebol Clube ou outro time de 1ª Divisão me contratasse”, ressalta o garoto que adorou o pais com o melhor futebol do Mundo.

clique aqui e veja as fotos dos garotos

Juliana Molinari – Assessoria de Comunicação

1
Fale com o Inter
Olá, agradecemos sua visita! Informe seu nome e telefone aqui para ser cadastrado e receber informações vermelhinhas.

Esta ferramenta é utilizada somente para divulgação. As interações e contatos são atendidos pelo telefone (13) 3269-6900, e-mail secretaria@inter.org.br ou presencialmente na Secretaria do Clube.
Skip to content