Home > Esportes > Judoca do Inter é convocada para treinar com Seleção Brasileira Paraolímpica

Judoca do Inter é convocada para treinar com Seleção Brasileira Paraolímpica

A Judoca do Clube Internacional de Regatas Giulia dos Santos Pereira, de 21 anos, foi selecionada para treinar com a Seleção Brasileira Paraolímpica de Judô, entre os dias 19 e 28 de fevereiro, no Centro de Treinamento Paraolímpico Brasileiro, em São Paulo.

Esta convocação já é um passo para a atleta da classe B1 (para cegos “totais”), categoria até 48 kg, conquistar a vaga nas Paraolimpíadas de Tóquio, que está prevista para agosto deste ano.

“Vivemos um momento muito difícil. Tivemos que nos reinventar e criar alternativas para treinarmos em casa. O treinamento com a equipe será muito importante para aprimorar meus conhecimentos e mostrar todo meu empenho e dedicação”, disse Giulia.

Ela ainda destacou que, durante o período das atividades suspensas, usou a tecnologia a seu favor: “Treinei com muitos atletas, inclusive de outros países, por meio de plataformas e busquei manter o foco nos treinos, mesmo sozinha, em casa, para alcançar meu grande sonho de participar das Paraolimpíadas”, destacou.

De acordo com o calendário da modalidade, ainda haverá mais duas competições até o fechamento do ranking, que definirá os atletas que seguirão para os Jogos Paralímpicos. “A Giulia é um presente de Deus! É sempre muito dedicada e empenhada nos treinos presenciais e on-line. Ela presta atenção em nossas orientações, assimila rapidamente os ensinamentos e está sempre procurando melhorar”, afirmou o técnico do CIR, Pedro Neri.

TRAJETÓRIA

O desafio de conquistar a vaga nas Paralimpíadas é grande, mas a judoca já está acostumada a superar as adversidades da vida. Deficiente visual desde bebê, Giulia nasceu de cinco meses de gestação, passou mais quatro meses na incubadora e passou por inúmeras cirurgias. A má formação no globo ocular fez com que ela tenha 10% da visão no olho direito e seja completamente cega do olho esquerdo.

Mas nada a impediu de seguir em frente. Giulia perdeu a mãe com 12 anos, mesmo período em que passou a praticar Judô, após seu pai a aconselhar a fazer um esporte.

Suas duas primeiras inspirações para escolher essa arte marcial foram Fabiane Hukuda e Rosane Aguiar, que já tinham sido atletas olímpicas e, depois seriam suas professoras no Vila Souza, em Guarujá, onde Giulia começou.

Aos 13 anos, ela começou a competir e em 2016, já estava na Seleção Brasileira de base, representando o país e ganhando a medalha de prata no Pan-Americano de Jovens em São Paulo. “Sempre recebi muito apoio da minha família e isso é essencial para o atleta. Meu pai sempre se desdobrou para eu participar das competições e sempre contei também com a ajuda de minha irmã Luiza, de 17 anos, que também pratica judô”, contou.

No Parapan de 2019, realizado em Lima, no Peru, a primeira das 11 medalhas brasileiras nos Jogos veio de Giulia. Lutando em uma categoria acima (até 52 quilos), ela conquistou ouro. “É um título muito importante para mim e representou muito, porque subir no lugar mais alto do pódio e ouvir o hino do Brasil é muito emocionante e gratificante. Naquele momento, pude ver minha mãe dizendo que eu chegaria onde eu quisesse”.

Para Giulia, o esporte é fundamental em sua vida. “Tudo que tenho hoje, devo ao Judô. Conheci 12 países, já fiz vários amigos e estou cursando a faculdade de Educação Física. Na minha trajetória, além dos meus familiares, também levo muitos nomes que me apoiam em cada momento. Agradeço muito ao Harlley, a esposa dele, Viviane, e os filhos filhos Pedro e Helley, que me recebem na casa deles, em São Paulo. Também faço questão de agradecer aos meus patrocinadores, ao Inter, ao Comitê Paralímpico Brasileiro, à Confederação Brasileira de Judô e à Confederação Brasileira de Desportos de Deficientes Visuais”, finaliza.

Leave a Reply

1
Fale com o Inter
Olá, agradecemos sua visita! Informe seu nome e telefone aqui para ser cadastrado e receber informações vermelhinhas.

Esta ferramenta é utilizada somente para divulgação. As interações e contatos são atendidos pelo telefone (13) 3269-6900, e-mail [email protected] ou presencialmente na Secretaria do Clube.